11.11.02

E ponto.

Tenho absoluta certeza de que não nasci pra viver assim. Existem certas situações e comportamentos, que por preconceito ou moralismo exarcebado, eu não admito. Seja das outras pessoas, seja, principalmente, de mim.
De repente abri os olhos e me flagrei vivendo de uma forma irreconhecível. Peraí. Cadê eu no meio disso tudo.
Já decidi o que devo fazer. Mas antes preciso descobrir a verdadeira razão. Se vou até o fim, usando a situação como mais uma carta na manga, ou para acabar com a hipocrisia.
A decisão não foi difícil. O que está me sufocando é admitir a intenção.

Me disseram que situações mal resolvidas, geralmente, perduram por anos. Realmente. No meu caso, pelo menos quatro.
Também por isso vou subir no meu salto quinze, enfrentar a Síndrome de Peter Pan do Sr. VocêNãoSabeQuem e conversar como gente grande.

...
Protocolo.

Sexta-feira estive na Capital.
Protocolo, burocracia exagerada, desorganização e um tempo muito grande desperdiçado, no meu ponto de vista.
Tudo isso para pegar o número que me habilita, formalmente, a exercer minha profissão...
Têm certas coisas que não consigo entender... Aliás, várias....
Desaparecimento.

Justificado, pode acreditar.
Quinta-feira (07/11) recebi um convite do Sr. VocêNãoSabeQuem para um almoço informal, a título de comemoração do seu níver.
Eu, que até então tinha planos macabros para tal evento, fui possuída pela Corça Joanística e agi como a própria defensora das Ratazanas Aniversariantes da Semana.
Fui para devorar e voltei consumida.
Pensamentos, perguntas e respostas (não necessariamente nesta mesma ordem...), moinhos de vento...
Definitivamente isso não pode continuar. Não deste jeito.

6.11.02

Brincadeira do Destino.

Ironicamente, recebi, hoje, um email de uma pessoa que passou muito rápido pela minha vida este ano.

"Nesse dia tão sublime, rogo a Deus para que derrame as bênçãos sobre essa pessoa que é tão especial.
Desejo toda felicidade do mundo, especialmente aquela que não fui capaz de proporcionar-lhe; não por falta de vontade, mas certamente porque Deus confiou essa missão tão especial a alguém mais bem qualificado.
Por fim, gostaria que soubesse que havia querido muito estar fazendo parte da sua vida nesse dia, mas infelizmente o destino não quis assim.
Do fundo do coração,
PARABÉNS!!!!!!!!!!
SEJA MUITO FELIZ!!!!!!!!!!"


Eu nem imaginava que teria sido tão importante pra ele.
Mas a vida é assim como aquele poema do Drummond:

"João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou pra tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história." (Quadrilha).


Errou o dia, mas acertou na mosca.
Níver.

Hoje o Sr. VocêNãoSabeQuem está de aniversário.
Devido a um vestígio daquela fúria de outro dia e a orientação do Guru Arroz, mandei-lhe um Bonsai.
Porque tenho que fazer presente de alguma forma e, principalmente, pelo que simboliza.

"O ELEMENTO INSPIRAÇÃO - O fato de que o Bonsai pode inspirar e elevar o espírito humano é aceito pela maioria das pessoas. Sua origem tem um significado religioso e filosófico. Assim como os arranjos florais japoneses que são usados para adornar o tokonoma (altar da casa familiar japonesa), também são usados bonsai como um ato de culto com o mais profundo sentido espiritual da vida. Como um longo processo, nascido de uma visão interiorizada de uma árvore em seu habitat natural, transformado em obra de arte, é capaz de evocar sentimentos de beleza, graça e grandeza. A dedicação, a observação, a perseverança, a disciplina, a humildade e a determinação são todos fatores preponderantes em nossas vidas, assim como nos bonsai. Em todo bonsai se encontra a forma do triângulo : Deus - Terra - Homem; o bonsai une a terra ao céu, se converte em alegoria concreta ao conduzir o homem pela rota do espiritual. Se conta a história daquele velho sábio que explicava sobre seu rosto jovem e liso por sua devoção ao bonsai: ao contemplar sua obra, não podia envelhecer, já que "se as flôres murcham no inverno, em sua casa estão sempre abertas". O bonsai, imagem interior, simbolo da eternidade - elimina o tempo, reflete a harmonia entre o homem e a natureza, entre o céu e a terra.

O Homem aprende a humildade, a sabedoria e a paciência, conseguindo,lentamente, uma forma, na pequena muda de árvore, podando e cuidando; aí chegamos a consciência do processo de crescimento e de tornar-se grande. O Bonsai simboliza abolição do tempo porque impõem um trabalho repetitivo. Ficamos mais conscientes quando olhamos todos os aspectos de uma paisagem. A cultura do Bonsai é uma atividade de virtudes calmantes e relaxantes. Cada árvore como cada individuo é única.

É uma obra de criação pessoal, uma armadilha que fascina, de admiração e respeito."


Foi uma maneira sutil, de dizer que ele realmente é um Rato. E que eu o amo...

5.11.02

Doeu.

"Nunca te é concedido um desejo sem que te seja concedida também a faculdade de torná-lo realidade.
Entretanto, é possível que tenhas que lutar por ele
."

(Trecho do Livro: Ilusões - Richard Bach)

Tudo bem. Eu me rendo.
Volto pra guerra com um sorriso enorme no rosto.
Em uma mão uma espada, na outra um ramalhete de flores.
Para o quando eu salvar o Sr. VocêNãoSabeQuem do mundo cinza desbotado.

Love's in the air... again. Forever.
Gabriel Garcia Marques.

"Quem sabe Deus queira que conheças muita gente equivocada antes que conheças a pessoa adequada, para que quando finalmente a conheças, saibas estar agradecido."

"Gosto de você não por quem tú és, mas por quem sou quando estou contigo."

"Só porque alguém não te ama como você quer, não significa que não te ame com todo teu ser."

Tenho que dar o braço a torcer. Sei que ele me ama. Do jeito dele, mas ama. Arrisco até em dizer que muito.
Eu é que quero moldar o seu amor conforme formas dos meus caprichos (ou necessidades).
Luta livre.

Tenho um grave problema. Tudo o que me é dito, inevitavelmente, gruda em meus pensamentos. Daí para a encucação, não são dois segundos e pronto. Já fico pensando, repensando, inventando histórias, vendo o final das novelas mexicanas e, não raro, me questionando acerca de milhões de perguntas sem respostas imediatas, ou pelo menos, disponíveis no momento.

Pois é. Como hoje é um dia normal, estou encucada.
Mas, peraí! Acho que mereço um descontinho. Boa parte dessa encanação veio do Sol. Tenho culpa se ele estava em Escorpião quando nasci? Sob este ponto de vista, torna-se até uma coisa... natural... rs*

"Não está na hora". (Certo)
"Tenha calma, mas continue lutando". (Ok)
"Tem que ser lembrada. Agir como se fosse uma flor. Regando sempre, cuidando, até desabrochar." (Lindo, mas se continuar nisso, quem vai broxar sou eu)

Alguém consegue me explicar, se não está na hora, porque é que vou tirar minhas armas do baú e voltar pra guerra?
Por que é que tenho que travar uma batalha, me desgastar, se sei que por ora não vou colher os louros. Se nem sei, se mais tarde os poderei colher?
E depois, essa tal "flor" pode ser uma planta carnívora muito má, que vá me devorar quando for a hora da colheita.

Não adianta. Sou imediatista. O meu amor exige com seus "gritinhos ditatoriais): Agora! Aqui!
Não sei lidar com isso racionalmente. Sou um mar de emoção.
Tudo em mim é meio mexicano. Exagerado. Meu amor, ódio, admiração, amizade, desprezo... Não sei gostar. Ou amo ou odeio.
Extremos, é isso que sou.

Portanto, Sr. VocêNãoSabeQuem, curta seus últimos momentos em cima do seu lindo muro sem cor. Porque tenho sérias intenções de puxar o seu tapete. Só não sei se você cai no meu mundo pink, ou no mundo cinza desbotado que tanto te seduz.

...

Quer saber? Acho que estão me cozinhando em banho-maria.
Livre Arbítrio.

Sinceramente, não sei se o livre arbítrio que nos foi concedido é uma dádiva ou uma perdição.
A liberdade, sem dúvida, é atraente quando nos parece uma promessa, mas pode nos enlouquecer quando se cumpre. Podemos perder o senso, os limites do razoável. Junto, podem escoar pelo ralo muitas coisas - e pessoas - de valor.
Talvez seja o mais bem elaborado teste enviado pelos Deuses a nós, pobres e insignificantes mortais.
Sinto medo da hora da escolha.
Para não deixar o amor passar
Carlos Drummond de Andrade

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente divino - O Amor.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir morrer, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixa-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio.
Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O Amor

4.11.02

Ha ha ha ha...

Rindo à tôa.
(Tato)

Tô numa boa, tô aqui de novo
Daqui não saio, daqui não me movo
Tenho certeza esse é o meu lugar

Tô numa boa, tô ficando esperto
Já não pergunto se isso tudo é certo
Uso esse tempo pra recomeçar

Doeu, doeu agora não dói, não dói, não dói
Chorei, chorei agora não choro mais
Toda mágoa que passei, é motivo pra comemorar
Pois se não sofresse assim, não tinha razões pra cantar

Há, há, há, há, há
Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida seja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar

E cantando assim parece que o tempo voa
Quanto mais triste mais bonito soa
Eu agradeço por poder cantar."


Isso porque não preciso sofrer por Amor e porque está chegando o dia em que verei que tudo valeu a pena.
Um brinde ao retorno do bom humor. E gracias, Tio João, pela participação.

Good Night.

Orientação Divina do Dia: By Guru Arroz.

Nada de novidade pra variar, com exceção da fúria indomável com a qual me encontrava quando lá cheguei e da quase possessão por uma sombra ladra de oxigênio. Mãs... ossos do ofício.
Vamos ao que interessa: as máximas da segundona:
Vou vencer, mas ainda não chegou a hora certa. (Devo pedir conselhos ao Lula?)
O que é meu ninguém tira. (Parece até ditado, batido, popular).
Que eu o amo e ele me ama. Porém, o Sr. VocêNãoSabeQuem, ainda permanece dormindo, mas que lutando, com calma, vencerei. (Por favor, minhas luvas de boxe e meu Lexotan!)

Brincadeiras à parte, têm que ficar registrado. Segundo um grande profeta cepaliano: "Nunca sabemos se é para o bem ou para o mau..." Assim, vivamos segundo as máximas. Do nosso coração.
Inacreditável.

Escrevi um post enorme, descrevendo minha fúria matutina decorrente de um sonho horroroso que tive noite passada.
Depois de eu ter, digamos que, desabafado bem e tecido vários elogios ao Sr. VocêNãoSabeQuem o tal simplesmente desapareceu. Sumiu. Escafedeu-se.
Curioso é que com ele, também escafedeu-se toda perversidade que tinha saído da cama comigo.
Acordei com planos malignos de liquidar uma Ratazana enorme que está em cima do muro, mas no final do post já tava cantando e quase dançando forró. Gargalhadas.

Viu?! Como diz uma grande amiga "Ninguém é todo mau ou bom". Acho que está certa. Só depende do ângulo que você vê ou de quantos post's você envia...
Avisa
(Tato)

Quero ver quem segura essa barra
Até a hora que eu voltar
Vou sair preencher um vazio no peito
Tô meio sem jeito de falar
Quero ver, se eu cair agora
Quem é que vai me levantar

Já pedi ao sol,
Já pedi ao mar
Já pedi à lua
Às estrelas do céu já pedi
Quase tudo que consegui

Eu ganhei da rua

Deixo na mão de quem quiser

Deixo na mão de quem quiser
Deixo na mão de quem quiser
É que eu não sou ator
E se sinto dor
Tenho que chorar

Avisa...
Avisa...
Se o sol brilhar de novo no horizonte
Avisa...
E pode ter certeza que eu tô lá pra ver
Avisa...
Se a liberdade te trair e precisar de alguém
Avisa...
Ou se tudo correr bem e não precisar
Avisa...
Parece até que o vento traz o sentimento
Avisa...
Ele nem faz questão de nos avisar
Avisa...
Pro vento que traz sofrimento
Que sopre pra outro lugar
Avisa...
Pro vento que traz Amor
Não vejo a hora de você chegar

Ok. Estou aqui, cheguei.
Na verdade este Blog começou ontem. Explico.
Jogaram-me aqui. Foi meio que um presente dos Deuses, através de uma grande amiga Bruxa pelo meu níver.
Acho que nem ela sabe disso. Que foi um presente. Mas foi.
Então, obrigada. Deuses e Diana.